Um roteiro exótico pelo Marrocos!

Mais um roteiro especial para você ter ideias para as suas próximas férias. A gente já falou das praias da Grécia e festivais de música pelo mundo, que tal algo um pouco diferente dessa vez?

Hoje a dica de roteiro é sobre o maravilhoso e exótico Marrocos!

 

1º Dia – Brasil/Casablanca

Embarque em vôo com destino a Casablanca e que a aventura comece! Lembrando que não existem vôos diretos para esse destino, todos serão vôos com conexão.

 

2º Dia – Casablanca

Chegando em Casablanca, depois dos tramites de imigração, chegada e check in no hotel, já aproveitem para começar a explorar a cidade e comecem logo com a principal atração da cidade a mesquita Hasan II, o templo mais alto do mundo, com 200 metros de altura, e o segundo maior a seguir a Meca. A Mesquita Hassan II está localizada sobre um promontório voltado para o Atlântico e dispõe de um impressionante salão principal com capacidade para 25 mil pessoas, onde o chão de vidro permite que os seus adoradores consigam ver o mar enquanto rezam. Esta mesquita, ao contrário de muitas, permite a entrada a turistas não muçulmanos. Ainda junto à costa está o Farol El Hank, que simboliza o êxito económico da cidade. Um passeio pela Praça Mohammed V, vai permitir desfrutar de uma rara mescla de arquitetura marroquina e francesa, rodeada de edifícios de inspiração andaluza e toscana.

Por último encerrem a noite no emblemático Rick’s Café na 248, Bd Sour Jdid.

A Mesquita Hassan II - Casablanca (Marrocos)
A Mesquita Hassan II – Casablanca (Marrocos)

 

3º Dia – Casablanca/Fez

Aproveitem a manhã para andar mais um pouco pela cidade e a tarde voltem para o aeroporto, para mais um vôo. Mas, é por um bom motivo, agora vocês partem em direção a belíssima Fez, a cidade é Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Chegando na cidade, como sempre após check in no hotel e um pouco de descanso saiam para um primeiro passeio pela antiga cidade murada de Fez El Bali, é a maior cidade medieval viva do mundo, imensa e abarrotada, ela é sede de souks e ruas lotadas, estreitas demais para tráfego, a não ser de mulas, então um pouco de adaptação é sempre uma boa ideia.

 

4º Dia – Fez

Hoje é dia de conhecer melhor Fez, a cidade se divide em três partes, todas bem separadas umas das outras: Fez El Bali; Fez El Jedid, uma cidade mais nova dominada pelo Palácio Real (fechado aos turistas), onde também está o bairro judeu; e a Nouvelle Ville, fundada por franceses, interessante por seus restaurantes que servem bebida alcoólica.
Fez El Bali ainda é a grande atração da cidade. A maioria dos monumentos islâmicos não pode ser visitada por não-muçulmanos, mas algumas escolas do Alcorão podem receber turistas – como a Bou Inania Medersa – e os souks estão abertos a todos. No começo você se sente realmente perdido, mas nesse ambiente exótico você rapidamente vai sentir o prazer de se perder.

Fez - Marrocos
Fez – Marrocos

 

5º Dia – Fez/Marrakech

Mais uma vez aproveitem a manhã para mais uma volta e compras nos souks e retornem para o aeroporto para mais um vôo, dessa vez com destino a Marrakech. Como vocês provavelmente chegarão de tarde, para noite, sigam direto até a praça Jemaa El-Fna, que impressiona com a quantidade de gente que se reúne nesse espaço aberto, parece que todos da cidade, tanto turistas quanto locais, vão comer churrasco ou alguma outra iguaria marroquina nos restaurantes que a circundam, ouvir os contadores de história, apreciar os domadores de serpentes e depois ficar batendo perna, vendo gente passar. Essa praça é tão impressionante, que foi declarada pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade.

 

6º Dia – Marrakech

Comecem o dia passeando pela Medina, passear sem rumo por suas ruelas é um bom começo para sentir como pulsa o coração da cidade. Prestem atenção na beleza das portas, a quantidade de gente circulando, os vendedores de tudo que você possa imaginar e artesãos fazendo seu belo trabalho. Dentro da Medina ficam os Souks, os grandes mercados locais, eles são divididos por “temas” de sapatos, tapetes, cestas, jóias, artigos em cobre, bronze ou prata, roupas, dentre outros. Aproveitem para pechinchar e fazer boas compras.

Souk em Medina - Fez (Marrocos)
Souk em Medina – Fez (Marrocos)

 

Dicas para compras em Marrakech

 

Galeria de Arte Khalid

Comprar nesse lugar é como participar de uma caça ao tesouro. Por uma vila de vários andares na Medina, espalham-se salas abarrotadas de arte e antiguidades: portas berberes esculpidas a mão, urnas gigantescas de cerâmica, joias antigas e muitos mais. Talvez as histórias maravilhosas que os vendedores contam sobre elas não sejam verdade, mas não dá para negar a qualidade excepcional da oferta. Detalhe: pechinchar não é só permitido, é esperado.

Endereço: 14 Rue dar el Bacha

 

Lalla

Na linha de bolsas que produz, a estilista e personal shopper francesa Laetitia Trouillet combina formas clássicas e tecidos marroquinos com um toque moderno e chique. Passe em sua butique, que fica no souk Cherifia, para se divertir com criações como bolsinhas confeccionadas com tecidos marroquinos vintage, bolsas tiracolo de macramê de couro, carteiras decoradas com temas berberes e sacolas de mão de couro e cordão.

Endereço: Souk Cherifia – 1o andar, Sidi Abelazziz

 

Boutique Bel Hadj

Para quem gosta de bijuterias volumosas, a Boutique Bel Hadj, na Medina, é parada obrigatória. A loja oferece colares de contas e outras peças artesanais confeccionadas em um ateliê em frente. Não encontrou o que procurava? Converse com um dos artesãos, e ele cria sua peça sob medida.

Endereço: Founouk Ourzazi Bab Ftouh Nos. 21,22,23

 

Place Vendôme

É o lugar para encontrar peças de couro de qualidade em Marrakesh. Movimentada, a loja fica em Guéliz e vende bolsas tipo Hermès (com couro laranja e tudo), carteiras feitas a mão, jaquetas bem cortadas e bolsas de todos os formatos e tamanhos, tudo a preços ótimos.

Endereço: 141 Avenue Mohamed

 

7º Dia – Marrakech

Hoje comecem o dia indo visitar o Museu de Marrakech e o Herboriste du Paradis, eles ficam dentro de uma antigo Riad, que teve o pátio interno fechado para preservação dos objetos expostos, ali é possível encontrar kaftans antigos, jóias e cerâmicas. Em seguida façam uma visita a Madrasa Ben Youssef, uma escola onde alunos já formados na universidade faziam uma espécie de curso de especialização. Apenas aqueles mais brilhantes eram escolhidos para estudar na Madrasa, onde também moravam e rezavam, saindo apenas às sextas-feiras. A decoração da Madrasa é impressionante, com piso em mármore italiano, paredes esculpidas com estuque, gesso e cedro, além de azulejos zellij pintados à mão.

 

8º Dia – Marrakech

Dia de mais algumas compras e de aproveitar tudo que a cidade tem para oferecer. Que tal fechar o dia em grande estilo?

Eu recomendo jantar no restaurante do hotel La Mamounia, o Le Marocain (endereço: Avenue Bab Jdid – 40), um Riad em pleno jardim e tem comida deliciosa, atendimento afetuoso e músicos marroquinos que dão um toque especial ao jantar.

 

9º Dia – Marrakech/Ouazazarte

Hora de viver uma experiência totalmente nova, passar uma noite no deserto, pra isso sigam de carro locado ou traslado privativo até a cidade de Ouazazarte à aproximadamente 250 km de Marrakech. Trata-se de uma pequena cidade na fronteira com o deserto, cuja maioria da população é formada por berberes, o que se reflete na sua arquitetura tradicional. Comecem visitando o Museu Kasbah de Taourirt, neste edifício você terá a oportunidade de visitar o interior de um Kasbah Real, onde pode-se apreciar a antiga arquitetura do sul de Marrocos, o Kasbah de Tifoultoute, construído no século XVIII, foi erguido num local estratégico muito importante. Aqui além de visitar o interior, você ainda pode beber chã de meta tradicional e aprender mais sobre a história da região e a sua cultura. Uma dica, não perca a vista exuberante sobre o vale, bem no cimo do terraço deste Kasbah.

Ouazazarte - Marrocos
Ouazazarte – Marrocos

 

10º Dia – Ouazazarte

Dia de conhecer oCentro de Ouarzazate, essa parte literalmente vira sem parar das 6 da manhã até as 6 da tarde! Passeie pela praça Al-Mouahidine, pelo mercado e aproveite para para comer bolos deliciosos e suco de laranja na pastelaria Des Habouss. A tarde siga até o Bairro Tassoumaat na antiga Medina, esse bairro único fica mesmo junto ao rio à entrada de Ouarzazate, vindo de Marrakech, ele oferece um contato inigualável com os Berberes locais, e dá a oportunidade de conhecer um lugar muito especial na cidade

 

11º Dia – Ouazazarte/Marrakech/Brasil

Retorno de traslado até Marrakech, e como dessa vez como vocês provavelmente vão estar bem cansados, aproveitem para descansar e dar um último passeio pela cidade.

 

12º Dia – Marrakech/Brasil

Últimos vôos, agora de volta pra casa, rumo ao Brasil. Lembrando mais uma vez que não existem vôos diretos entre o Marrocos e o Brasil.

Postado por Karina Molina, em 4 de agosto de 2014

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,